Desde 2017, a UnB já havia implantado dois Polos de Extensão

Buscando expandir cada vez mais a presença da Universidade de Brasília (UnB) no Distrito Federal e no entorno, a Decanato de Extensão publicou nesta quarta (18) dois editais de apoio a projetos com atividades desenvolvidas no Paranoá e Área de Abrangência do Polo Kalunga.

 

Os dois editais terão duração de 3 meses e servirão para reforçar a articulação das áreas e dos projetos da UnB, além de reforçar com a comunidade um diagnóstico mais aprofundado de necessidades. O objetivo é auxiliar na construção de editais mais robustos para janeiro de 2022, na tentativa de consolidar os Polos. Desde 2017, a UnB já havia implantado dois Polos de Extensão: na Cidade Estrutural e no Recanto das Emas.

 

A ideia é integrar projetos que já são realizados e estimular a criação de novas propostas, inclusive que incluam o combate a pandemia da Covid-19. Serão contemplados até 25 projetos de extensão.

 

Paranoá – Com a participação da comunidade, o DEX/UnB inaugurou, em abril, o Polo de Extensão do Paranoá. Em um Fórum Social realizado de modo remoto, o Decanato escutou as demandas da população e apresentou os Programas e Projetos de Extensão de Ação Contínua (PEACs) que já atuam no local.

 

“A UnB atua há vários anos no Paranoá e depois no Itapuã, com o surgimento da RA. A atuação se dá por meio de projetos em diferentes áreas como Educação, Saúde, Ambiente, Memória”, explica o professor Márcio Florentino, diretor de Desenvolvimento e Integração Regional. “O Polo de Extensão será mais uma estratégia para integrar a Unb à Comunidade com fomento de novos projetos e fortalecimento das linhas que atuamos na extensão e que devem estar articuladas com as necessidades locais e com as políticas públicas no DF. Vamos via Polo buscar esta articulação permanente”.

 

“Já temos um espaço cedido pela Gestão da Regional do Paranoá e estamos na fase de formalizar a cessão à UnB”, conta o diretor.

 

As propostas deverão ser cadastradas no Sistema Integrado de Gestão de Atividades Acadêmicas (SIGAA), módulo Extensão. Para concorrer ao edital, os coordenadores devem submeter seu projeto no edital do Polo do Paranoá dentro do SIGAA.

 

O projeto deverá atuar dentro das Regiões Administrativas do Paranoá e/ou Itapoã, com ações que interajam diretamente com a comunidade, além de se encaixar em uma das linhas de atuação especificadas no edital.

 

O DEX vai selecionar até 12 projetos e conceder até 24 bolsas de extensão no valor de R$ 400,00 mensais, pelo período de até três meses, com vigência prevista a partir de outubro de 2021 e término em dezembro de 2021. Cada projeto selecionado receberá duas bolsas de extensão.

 

As propostas podem ser submetidas até o dia 5 de setembro pelo SIGAA. O resultado provisório será divulgado no dia 13 de setembro, com prazo para recursos. O resultado final sai no dia 16 de setembro.

 

Kalunga – Além das comunidades que compõem o Quilombo Kalunga, a área de abrangência do Polo Kalunga também é definida a partir dos municípios de Cavalcante-GO, Alto Paraíso-GO, Terezinha de Goiás, Monte Alegre-GO e Nova Roma-GO. O Polo terá uma sede física e uma articulação permanente com as prefeituras e as comunidades da região do Kalunga.

 

“A UnB atua na região do Kalunga e cercanias com a Licenciatura do Campo da FUP e com outros projetos ligados à UAB e UnB Cerrado. Para constituir o Polo de Extensão foi criado um GT, com diferentes áreas da UnB e representantes da prefeitura de Cavalcante-GO, que se propôs a sediar o Polo. Estamos nesta fase de articulação via o GT e do edital agora para compor uma ação mais integrada das linhas de atuação e das necessidades que a comunidade tem levantado”, conta Márcio Florentino.

 

Nesse caso, as propostas também deverão ser cadastradas no Sistema Integrado de Gestão de Atividades Acadêmicas (SIGAA). Para concorrer, é necessário submeter seu projeto no edital do Polo Kalunga dentro do SIGAA.

 

Serão selecionados até 13 projetos e concedidas até 26 bolsas de extensão no valor de R$ 400,00 mensais, pelo período de até três meses, com vigência prevista a partir de outubro de 2021 e término em dezembro de 2021. Cada projeto selecionado receberá duas bolsas de extensão.

 

Bolsistas – O estudante bolsista deve ser indicado pelo coordenador do projeto, mediante processo de seleção, de acordo com a Resolução DEX 02/2018, que pode ser acessada no site do decanato. Uma das responsabilidades do coordenador é atestar a frequência de todos os extensionistas, bolsistas ou não, o que permite a concessão de até quatro créditos de extensão por semestre.

 

Para fazer jus aos créditos, o extensionista deve ter disponibilidade de 15 horas semanais presenciais para as atividades de extensão do Peac ao qual está vinculado, incluídos planejamento, estudo, avaliação e atividades junto à comunidade.

 

Confira os editais completos.
Polo de Extensão do Paranoá. Tire suas dúvidas por e-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Polo de Extensão Kalunga. Tire suas dúvidas por e-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

ATENÇÃO O conteúdo dos artigos é de responsabilidade do autor e expressa sua visão sobre assuntos atuais. Os textos podem ser reproduzidos em qualquer tipo de mídia desde que sejam citados os créditos do autor. Edições ou alterações só podem ser feitas com autorização do autor.